Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

A PepsiCo firmou parceria com a Molécoola, startup que incentiva a reciclagem por meio de um programa de fidelidade ambiental, que engaja os(as) consumidores(as) a levarem suas embalagens de snacks do portfólio da companhia, como LAY’S®, RUFFLES®, CHEETOS® entre outros, até uma estação de coleta e acumular pontos, que podem ser trocados por produtos ou benefícios. Com a iniciativa, já foram coletadas 4,5 toneladas de BOPP - o equivalente a 1 milhão de embalagens de salgadinhos.

O BOPP é um filme plástico metálico encontrado nas embalagens de snacks utilizado para proteger do produto, mantendo a sua crocância e segurança. Segundo informações da empresa, ele ainda não possui uma cadeia de reciclagem desenvolvida no Brasil, o que reforça a importância dessa parceria. O BOPP coletado é destinado a parceiros que fazem a reciclagem correta, e parte dele é destinado à produção de paletes plásticos que são usados nas linhas de produção da própria PepsiCo, fechando o ciclo do material no meio ambiente.

Os detalhes dessa ação e o impacto transformador que ela pode causar no planeta são retratados no primeiro episódio em formato curto ‘Amor Inesperado’, da segunda edição do documentário Planet Love, produzido pela National Geographic CreativeWorks e lançado em 9 de maio. O minidocumentário tem como objetivo inspirar e incentivar as pessoas a terem uma relação de amor com o planeta, por meio de sete episódios. Para assistir aos conteúdos, acesse o canal do YouTube da National Geographic Latinoamérica.

--

A Polo Films, empresa que produz insumos para embalagens plásticas, como as de salgadinhos, sabonetes e biscoitos, acaba de lançar o filme de Polipropileno Biorientado (BOPP) que combate a proliferação de microrganismos. Assim, se converte em uma solução que traz mais segurança para o consumidor, podendo aumentar o tempo de prateleira dos produtos e reduzindo a contaminação cruzada por contato. Chamada de FlexProtec, a linha recebe um aditivo que utiliza nanotecnologia de íons de prata para combater microrganismos como bactérias, vírus e fungos.

O FlexProtec foi testado na Universidade Estadual Paulista (Unesp) - instituição pública de ensino, pesquisa e prestação de serviços - e obteve redução do coronavírus de 99,5% em 40 minutos de contato. Isto significa uma importante proteção para a sociedade em uma época de pandemia. Segundo a pesquisadora responsável pelo parecer técnico da ação do FlexProtec, a professora Rejane Grotto, o tempo de redução da quantidade viral no contato com o produto é eficaz para ajudar no combate ao coronavírus. "Supondo que uma pessoa tenha espirrado na mão e, em seguida, tocado no produto, os vírus que ficaram na embalagem irão ser reduzidos em 99,5% em 40 minutos, sendo que, nos primeiros 10 minutos, a diminuição já é de 92,6%", esclarece a pesquisadora, que atua como docente na graduação e pós-graduação da instituição, com pós-doutorado no âmbito da Fisiopatologia em Clínica Médica, pela Unesp.

Além da proteção viral, o produto também reduz a proliferação de bactérias e fungos, responsáveis por acelerar a degradação e o desperdício de alimentos, uma preocupação global. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, a FAO, no âmbito mundial, entre um quarto e um terço dos alimentos produzidos anualmente para o consumo humano se perde ou é desperdiçado. Isso equivale a cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos, o que inclui 30% dos cereais, entre 40% e 50% das raízes, frutas, hortaliças e sementes oleaginosas, 20% da carne e produtos lácteos e 35% dos peixes. A FAO calcula que esses alimentos seriam suficientes para alimentar dois bilhões de pessoas.

Por isso, com o propósito de aumentar a segurança das embalagens, o FlexProtec foi desenvolvido para agir também sobre outros organismos. Conforme testes da Unesp, a redução comprovada diante das bactérias Staphylococcus aureus e Escherichia coli, responsáveis por causar infecções de pele e intestinais respectivamente, chega a 99,99% em 24 horas. O Coronavírus Canino também foi testado e apresentou diminuição de 99% em 10 minutos e de 99,68% em 30 minutos de contato.

A Polo Films, com mais de 40 anos no mercado, localizada em Montenegro (RS), produz anualmente 60 mil toneladas Filmes de Polipropileno Biorientado. Seus principais clientes estão na indústria de alimentos, higiene, limpeza, beleza e bebidas.

Você já pensou sobre como descartar corretamente embalagens de chocolate ou de salgadinho? Esses e tantos outros produtos como biscoitos, barrinhas de cereais, sopas instântaneas, batata palha e misturas para bolo são embalados em um tipo plástico metalizado chamado BOPP (Polipropileno Biorientado). O BOPP pode ser identificado nas diversas embalagens flexíveis que são coloridas por fora e metalizadas, opacas ou foscas por dentro. Por serem muito leves e pequenas, acabavam não sendo recicladas, mesmo que o consumidor fizesse o descarte observando o tipo de material na lixeira de coleta seletiva. E foi pensando nessa problemática que a Nestlé se uniu à TerraCycle para implementar um programa de logística reversa para essas embalagens pós-consumo.

A iniciativa torna o material nacionalmente reciclável e mobiliza toda a cadeia para participar ativamente da solução. A partir de agora qualquer consumidor, condomínio, empresa e cooperativa poderá encaminhar as embalagens gratuitamente pelos Correios. A cada quilo enviado, os participantes receberão um crédito de R$ 3,00 que poderá ser doado para uma escola pública ou para uma instituição sem fins lucrativos de sua escolha. As cooperativas são os maiores beneficiados, uma vez que poderão se autoindicar para receber os pagamentos.

Os itens recebidos pela TerraCycle serão processados e transformados em novos produtos como vasos de planta, caixas de fruta, cones de trânsito e até mesmo playgrounds. Além de oferecer uma solução para embalagem de produtos que estão presentes em praticamente todos os lares brasileiros, a iniciativa propicia uma renda adicional para cooperativas de reciclagem em todo país, uma vez que esses resíduos costumam ser recebidos em grandes quantidades, mas até então não eram comercializados por não terem valor de mercado.

Para garantir a participação no programa, basta se cadastrar em: www.terracycle.com.br/nestlerecicla, imprimir a etiqueta pré-paga de postagem e levar a caixa com os resíduos à agência dos Correios mais próxima. Lembrando que a participação é totalmente gratuita.

Sobre a TerraCycle

Com atuação em 21 países, a TerraCycle é líder global em soluções ambientais de resíduos de alta complexidade. Suas operações já transformaram mais de 7,7 bilhões de embalagens em matéria-prima para geração de novos produtos. Por meio de seus programas de reciclagem, a TerraCycle engaja globalmente mais de 200 milhões de pessoas e já doou cerca de US$45 milhões para escolas públicas e instituições sem fins lucrativos.

Assine a nossa Newsletter:

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Criação de sites: Conectado
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram